Imprimir esta página
Segunda, 11 Agosto 2014 00:48

Diretoria queria reestreia de Felipão após Gre-Nal, mas técnico se bancou: 'Terrível ter medo'

Escrito por  Cleivison Costta
Avalie este item
(0 votos)

DAlessandro

 

"Não era para eu estar aqui, era para estar o Jardine."

Após a derrota por 2 a 0 para o Internacional, neste domingo, o técnico Luiz Felipe Scolari revelou que a ideia da diretoria do Grêmio era que ele reestreasse pelo time tricolor depois do clássico. No entanto, Felipão afirmou ser "terrível um técnico ter medo de enfrentar um Gre-Nal" e se bancou no Beira-Rio.

"Quando vim para o Grêmio, não era para eu estar aqui, era para estar o Jardine. Mas acho terrível um técnico ter medo de enfrentar um Gre-Nal para estrear em um jogo que tem mais chances de ganhar. Tenho experiência para aguentar uma derrota em um clássico", disse o ex-treinador da seleção brasileira.
André Jardine comandou o Grêmio após a demissão de Enderson Moreira na derrota por 2 a 1 para o Vitória, na rodada passada, em Salvador.

Questionado se estava ainda com peso pela passagem à frente do Brasil na Copa do Mundo - quando foi goleado pela Alemanha por 7 a 1 na semifinal -, Scolari evitou bater de frente com a jornalista: "Quando terminei meu contrato com a seleção, terminou minha vida lá. Terminei satisfeito. Vocês tem uma visão, eu tenho outra. Estou satisfeito, feliz por voltar ao Grêmio, que é a equipe do meu coração. A história mostra que trabalhando devagar e com o projeto quer a gente tem vamos atingir nossos objetivos mais cedo ou mais tarde".

O Grêmio não ganha um Gre-Nal há dois anos, mas Felipão evitou se colocar pressão pelo jejum no clássico. "Eu falo para o torcedor que perdi esse. Os outros, não posso falar nada. Foi o Gre-Nal que perdi na minha volta, mas não vou ficar discutindo aqui os outros. Pelo que fizemos em termos de jogo, não dá para ficar desestruturado", falou.

"Temos ainda 22, 23 jogos (na verdade 24) para jogar pelo Brasileiro, temos que saber tirar algumas lições que temos que acrescentar no nosso trabalho da semana. Não atingimos nosso objetivo de alcançar a Libertadores, mas a derrota em um Gre-Nal é importante em caso de título. Temos que trabalhar para ganhar os três pontos contra o Criciúma", explicou o técnico gremista, citando o jogo do próximo domingo na Arena.

 

 

 

Fonte: ESPN

Lido 1912 vezes