Imprimir esta página
Quarta, 25 Fevereiro 2015 00:00

No São Paulo, Pato tem muito mais fome de gol que no Corinthians; veja os números Destaque

Escrito por 
Avalie este item
(0 votos)

Alexandre Pato do São Paulo tem muito mais fome de gol que o do Corinthians. É esta a conclusão que se chega ao se avaliar os números da Footstats referentes ao jogador nestes pouco mais de dois anos de seu retorno ao Brasil.

 

Pelo time tricolor, onde está por empréstimo desde 11 de fevereiro de 2014 e custa R$ 510 mil por mês, o atacante precisa, por exemplo, de 2,5 partidas para mandar a bola para as redes.

No rival alvinegro, que o repatriou do Milan em 3 de janeiro de 2013 por R$ 40,5 milhões e ainda lhe paga R$ 400 mil mensais, ele demorava bem mais: 3,64 partidas, logo, uma diferença acima de 90 minutos - ou um jogo inteiro a mais.

 

No São Paulo, Pato também é mais certeiro: faz um gol a cada 4,77 finalizações, enquanto no Corinthians precisava de 6,88 tentativas para colocar a bola nas redes, ou seja, duas a mais.  

 

Contra o Audax, no último sábado, o jogador de 25 anos chegou a 18 gols em 45 confrontos com a camisa tricolor, uma média, ainda ruim, de 0,4 por jogo; no rival paulista, anotou 17 em 62 partidas, média pífia de 0,27.

Neste início de 2015, Pato tem sido muito mais eficiente, com seis gols em seis partidas, quatro delas como titular, embora haja a ressalva de só ter jogado no Campeonato Paulista e ter passado em branco no único encontro diante de um rival de peso, o empate em 0 a 0 com o Santos, no qual atuou por cerca de meia-hora. 

 

Mas as atuações no estadual convenceram Muricy Ramalho, que vai escalar o atacante desde o início contra o Danubio, do Uruguai, nesta quarta-feira

 

O duelo é considerado de suma importância para a classificação da equipe no grupo 2 da Libertadores da América após a derrota para o Corinthians, na estreia, a qual o jogador não participou por força de contrato - há uma multa de R$ 5 milhões para que atue contra o clube que tem seus direitos. 

 

Para Pato, é a chance de iniciar sua ressureição depois de dois anos de muitas críticas na volta ao país. Será jogo grande, nem tanto pelo rival, mas pela pressão e pela presença em peso da torcida. Se jogar bem, fizer gol e ajudar o São Paulo a sair com o triunfo do Morumbi, tanto torcida quanto imprensa podem começar a vê-lo de forma diferente 

 

E se mantiver contra os uruguaios a fome de gol que tem apresentado até este momento no ano, a tarefa será mais fácil. Nos seis duelos pelo Paulista, finalizou 15 vezes, média de 2,5 por jogo, acertou o gol em oito oportunidades e balançou as redes em seis delas.

 

 

 

Fonte: ESPN                /Foto: ESPN

Lido 2109 vezes
Thales Menezes

Mais recentes de Thales Menezes