Rápidas

Rápidas (58)

Após ter recusado uma primeira proposta do Sevilla por Paulo Henrique Ganso, no valor de € 8 milhões (R$ 29 milhões), o São Paulo se prepara para receber uma nova investida do clube espanhol.

Segundo o jornalista André Hernan, do SporTV, o técnico Jorge Sampaoli assistiu a jogos do São Paulo na Libertadores, como o contra o River Plante, no Monumental de Nuñez, nos quais o camisa 10 foi muito bem, e pediu à sua diretoria uma nova carga para ter o brasileiro.

"Ele (Sampaoli) quer muito esse jogador. Ele viu a característica do Sevilla e quer um jogador que pense mais, um cérebro, um jogador que tem a posse de bola com mais calma. Ele indicou o Ganso e vai fazer uma nova proposta. Isso tira o sono do São Paulo, que quer renovar o contrato do Ganso e não quer negociar o jogador neste momento, apesar da vontade do jogador ter um grande peso", garante o jornalista.

O São Paulo detem 32% dos direitos de Ganso - os demais pertecem ao grupo DIS. O jogador tem vínculo com o Tricolor até setembro de 2017.

Fonte:noticiasaominuto

Após seis meses emprestado ao Chelsea, da Inglaterra, o atacante Alexandre Pato está de volta ao Corinthians. O jogador se reapresentou nesta terça-feira no CT Joaquim Grava, reuniu-se com direção e comissão técnica e, segundo o Uol, fará trabalhos de musculação e esteira.

O jogador acumula período de inatividade de aproximadamente 40 dias. A intenção dele era permanecer na Europa. Na impossibilidade disso, chegou a flertar com equipes brasileiras como Inter e Flamengo, mas acabou retornando ao clube que detém seu passe.

A assessoria de imprensa do Alvinegro confirmou que Pato fica no Corinthians.

Fonte:noticiasaominuto

Responsável por reconduzir o Grêmio à Copa Libertadores logo em seu primeiro ano de trabalho, Roger Machado já começa a voltar as atenções para o ano de 2016. Podendo ser o primeiro na história a conquistar o título continental como jogador e treinador, já que levantou a taça em 1995, o comandante gremista confia nas renovações de Maicon e Pedro Geromel, e já pede por um reforço que finalize bem de média distância.

 

Cedido ao Grêmio pelo alemão Colônia, o zagueiro Geromel já negocia a extensão do empréstimo. No entanto, a permanência em Porto Alegre (RS) ainda é posta sob dúvida. Já Maicon chegou ao Sul emprestado pelo São Paulo, que recentemente negou a primeira tentativa do Grêmio em negociar a permanência do meio-campista, que se mostrou fundamental no esquema tático de Roger Machado.

 

"Na minha cabeça está tudo bem encaminhado, não imagino começar o ano sem esses dois jogadores. O clube, dentro da sua capacidade, fará o esforço necessário para manter esses dois atletas conosco, porque eles são muito importantes", declarou o treinador, eleito como o técnico revelação do Campeonato Brasileiro, na coletiva após o jogo.

 

Sem maiores comentários sobre a lesão de Luan, que torceu o tornozelo e deixou o campo ainda no primeiro tempo, Roger Machado já deu indícios das carências a serem atendidas para o próximo ano. O camisa 7, grande destaque do ataque gremista neste ano, no entanto, deverá ser submetido a exames mais detalhados no início da semana para saber a gravidade da contusão.

 

"Procuramos alguém que dê qualidade ao nosso grupo com a virtude que não é expoente no grupo, a de finalização a média distância. Independentemente do perfil técnico, queremos um jogador comprometido, que esteja junto para nos ajudar a ganhar títulos", admitiu Roger, que negou qualquer frustração por não ter obtido o vice-campeonato, certo de que o dever foi cumprido.

 

 

 

 

 

Fonte: ESPN               Foto: GAZETA PRESS

O Corinthians deu início na terça-feira a exames geralmente realizados em janeiro, na pré-temporada. Campeão brasileiro com três rodadas de antecedência, o elenco já está se submetendo a testes cardiológicos, o que promete dar tempo na preparação para 2016.

 

O local do trabalho é o próprio CT do Parque Ecológico do Tietê. No primeiro grupo, foram observados, Matheus Vidotto, Fagner, Rodrigo Sam, Yago, Uendel, Cristian, Bruno Henrique, Marciel, Rodriguinho, Matheus Pereira, Danilo, Rildo, Romero e Lincom.

 

O restante dos jogadores será submetido ao mesmo exame na quarta. Fazem parte do segundo grupo aqueles que vêm sendo titulares com maior frequência na equipe hexacampeã nacional.

 

Ainda há dois compromissos válidos pelo Campeonato Brasileiro. Os comandados de Tite enfrentarão o Sport, no próximo domingo, em Recife, e receberão o Avaí, no dia 6 de dezembro, em Itaquera.

 

Na sequência, férias. Os jogadores vão se apresentar no início de janeiro e partirão aos Estados Unidos, onde participarão da Copa Flórida. Além dos amistosos agendados anteriormente, contra Atlético-MG e Shkhtar Donetsk, haverá um embate com o Fort Lauderdale Strikers, clube que tem Ronaldo como um dos donos.

 

 

 

 

 

Fonte: ESPN                      Foto: Divulgação

O São Paulo aguarda o desfecho da atual temporada para reformular o departamento de futebol. Não será apenas a chegada de um novo técnico e a saída do trio Rogério Ceni, Luis Fabiano e Pato.

O clube pretende também se desfazer de nomes que considera desgastados no atual elenco. Jogadores em fim de contrato têm pouca chance de continuar e alguns que têm contrato longos devem ser emprestados ou utilizados como "moeda de troca".

O presidente do clube, Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, confirmou à reportagem a possibilidade de troca e de empréstimo para valorizar atletas que não devem ser aproveitados. Antes, em entrevista coletiva no Morumbi, ele havia dito que não via "comprometimento em todos os jogadores do elenco" e citou a reformulação.

 

Não é apenas a questão técnica que está em pauta. Também há uma preocupação financeira. O São Paulo diz gastar R$ 4,5 milhões com salários, mas outras fontes do clube alegam que o gasto chega quase ao dobro somando gastos com encargos, prêmios etc. 

 

A reportagem apurou com pessoas da direção e próximas aos cartolas e jogadores, que o São Paulo aguardará a definição da última vaga na Copa Libertadores para colocar em prática o plano de reformulação. A ida ao torneio definirá os próximos passos.

 

Se o clube disputar a próxima Libertadores, a diretoria tentará formar um elenco forte e experiente, especialmente na defesa. Hoje, quarto colocado no Campeonato Brasileiro com 56 pontos, o time tricolor seria o último brasileiro a assegurar vaga na competição.

 

Caso não obtenha a vaga, a diretoria irá se concentrar em enxugar o elenco, uma vez que até maio o clube disputará o Campeonato Paulista, que limita as equipes a usarem 28 atletas, e mais duas fases da Copa do Brasil. Hoje, são 31 jogadores no elenco profissional.

 

Entre os nomes que devem deixar o São Paulo estão o goleiro reserva Léo e os zagueiros Edson Silva e Luiz Eduardo, os três com vínculo até o final da atual temporada. Já o lateral direito Bruno tem a continuidade dele avaliada. Aos 30 anos e com contrato até 8 de janeiro de 2016, ele fez uma temporada irregular e não agrada os torcedores.

 

Já a saída dos atacantes Luis Fabiano e Pato, que também têm contratos até o final deste ano, e o goleiro Rogério Ceni, que se aposentará ao final do Campeonato Brasileiro, já foi oficializada pelo presidente tricolor.

 

'MOEDA DE TROCA'

 

Há outro grupo de jogadores com contratos longos, mas que o São Paulo não tem interesse em aproveitar. Por isso devem ser utilizados em negociações com outros clubes. O assunto é mantido em sigilo extremo, pois o clube teme algum impacto no rendimento do time.

 

Um dos casos é o do volante Wesley, 28. Ele tem contrato até 31 de dezembro de 2018 e, ao lado de Ganso, passará a ser o jogador com maior remuneração em 2016 -- supera R$ 400 mil mensais, somando os ganhos em salário e direitos de imagens mais encargos. 

 

Contratado após uma rixa com o Palmeiras, a avaliação hoje no São Paulo é que Wesley não rendeu o esperado, ficando no banco, e não houve identificação com a torcida.

 

EMPRÉSTIMOS

 

Já jogadores jovens como o lateral direito Auro, 19, e o atacante Ewandro, 19, devem ser emprestados para ganhar experiência em outros times.

 

Ewandro já está emprestado ao Atlético-PR, mas retorna ainda neste ano. Ele faz parte de um grupo de 13 jogadores que vão retornar ao São Paulo ao final da temporada.

 

A lista tem os laterais direitos Luis Ricardo, Matheus Caramelo e Lucas Farias, os laterais esquerdos Carleto, Henrique Miranda e Cortez, os zagueiros João Filipe e Luiz Eduardo, o volante Wellington, o meia Maicon e os atacantes Roni e Ademílson.

 

Todos eles têm pouca ou nenhuma chance de ficar no São Paulo na próxima temporada. Alguns têm chance de negociação definitiva, como Wellington (internacional) e Ademílson (Yokohama Marinos, do Japão).

 

NOVO PERFIL

 

Para o elenco de 2016, Leco quer um time mais brigador e por isso busca também um novo líder para substituir Rogério Ceni.

 

Pessoas do clube afirmaram à reportagem que a volta de Lugano está descartada, mas que o clube deseja alguém que cause o mesmo impacto na torcida e que tome à  frente do time.

 

 

 

 

 

 

Fonte: ESPN                      Foto: GAZETA PRESS

 

Sem chance de chegar ao G-4 ou risco de rebaixamento, o Fluminense começa a pensar na próxima temporada. Tanto que a diretoria já busca reforços e o primeiro nome revelado pela imprensa carioca é o do volante Rodrigo, do Goiás.

 

O jogador de 21 anos tem contrato com o clube esmeraldino até o fim da temporada e afirmou que não vai renovar seu vínculo com os goianos. Ele confirmou que negocia com os tricolores.

"Não vou renovar com o Goiás, mas é um clube que tenho de agradecer. Fiz por onde nesse Campeonato Brasileiro para merecer um salto na minha carreira. Estou há dois anos no profissional do Goiás e, se der certo minha ida para o Fluminense, vou agarrar a oportunidade com unhas e dentes", disse.

 

Rodrigo pode chegar para o setor, que deve perder nomes importantes, como Jean e Cícero. Ambos são alvos de diversos clubes do Brasil e exterior e dificilmente vão permanecer nas Laranjeiras em 2016.

 

Os dirigentes tricolores já revelaram que o atacante Biro Biro, atualmente emprestado a Ponte Preta, será aproveitado na próxima temporada. Com isso, o Fluminense espera poder diminuir a folha salarial e apostar mais nos jogadores oriundos das categorias de base.

 

 

 

 

Fonte: ESPN                   Foto: GAZETA PRESS

 

Denis não gosta de falar muito sobre o assunto, mas, sempre que termina a rotina de atividades determinada pela comissão técnica, costuma praticar cobranças de falta. Temeroso pela possível comparação com Rogério Ceni, ele diz que não deve se arriscar nos primeiros momentos como titular do time tricolor. Depois, porém, não descarta testar a pontaria.

"Não gosto muito de falar, não gosto muito que filmem, mais pela comparação. Eu tenho interesse. Num primeiro momento, não, porque eu procuro substituir o Rogério bem debaixo das traves. Mas também não descarto que, mais para frente, quando conseguir provar meu valor como goleiro, eu possa tentar", explicou o jogador de 28 anos, justificando seu pensamento com um raciocínio simples.

 

"Se eu tiver um aproveitamento melhor a cada dia nos treinos e sentir que a minha batida na bola está realmente em um nível bom para testar no jogo, por que não ajudar o São Paulo também batendo falta como o Rogério ajudou durante a carreira dele?", questionou.

 

Admirador confesso da carreira e do estilo de Ceni, Denis reconhece que sua vontade de bater falta só apareceu ao conhecer o capitão. Logo que chegou ao clube, em 2009, para ser a terceira opção na posição (Bosco era o primeiro reserva), ele começou a ser "doutrinado" pelo ídolo são-paulino.

 

"Goleiro do São Paulo tem que primeiro saber bastante jogar com os pés. O Rogério me ensinou isso nesses anos. Ele é o pioneiro, é o goleiro que melhor sai jogando com os pés. Procurei pegar os toques dele", revelou. Para o camisa 12, no entanto, Ceni tem uma característica mais marcante do que a habilidade com os pés.

 

"A liderança dele (é o que mais chama a atenção). Acho que o goleiro tem que falar bastante por estar lá atrás, vendo o jogo, orientar os companheiros. Cada coisa que eu aprendi com o Rogério, e eu aprendi muito, vou procurar fazer da melhor forma possível", encerrou.

 

 

 

 

Fonte: ESPN                  Foto: Google Imagens 

A aposentadoria de Rogério Ceni, marcada para o dia 6 de dezembro deste ano, dá a Denis e Renan Ribeiro uma ideia que pareceu inimaginável a outros goleiros durante quase duas décadas no São Paulo: ser titular.

Colocados em posição de disputa, apesar da preferência inicial ao primeiro, ambos contam os dias para a oportunidade e, além da expectativa, descartam qualquer chance de um terceiro nome entrar na briga.

"Tanto eu quanto o Renan temos trabalhado bastante esperando essa chance de jogar constantemente. Tenho certeza que a diretoria não iria contratar mais um goleiro para o nosso lugar sem ao menos dar uma chance de a gente se estabelecer", afirmou Denis, escolhido como Doriva para substituir o capitão, fora por tempo indeterminado com uma lesão ligamentar no tornozelo direito.

 

A dúvida sobre a confiança da diretoria nos dois reina desde o ano passado, primeira data marcada para Ceni pendurar as chuteiras, posteriormente adiada. Nomes como Jefferson e Fábio, do Cruzeiro, foram especulados. Agora, Rafael Cabral, ex-Santos, é outro que surge como possível reforço. Da diretoria, porém, a atual dupla de arqueiros tem a segurança de que 2016 será o ano deles.

 

Diante do Cruzeiro, no domingo, no Mineirão, Denis, no clube desde 2009, continuará no gol pelo tempo maior de casa - Renan chegou no começo do ano. Depois, no dia 18, pode acontecer o retorno de Ceni, que fará seus últimos quatro jogos com camisa tricolor.

 

 

 

 

 

Fonte: ESPN                     Foto: Google Imagens 

Pelo menos no curto prazo, a estratégia de mudar de treinador no Brasileiro-2015, como já fizeram sete clubes, deu certo.

Com exceção do lanterna Joinville, os outros seis times que trocaram de comando tiveram uma melhora no aproveitamento depois da mudança.

 

Com seus treinadores do início da competição, estes sete times disputaram 81 pontos e ganharam apenas 23, o que dá um pífio aproveitamento de 28%. Depois da mudança, foram 66 pontos disputados e 42 ganhos, o que significa uma performance de 64%.

 

O caso mais notório de mudança de resultados aconteceu com o Cruzeiro, que foi muito criticado por demitir Marcelo Oliveira, que levou o clube aos títulos de 2013 e 2014 no Nacional. Com ele, foram quatro rodadas e só um ponto conquistado. Com Vanderlei Luxemburgo, os mineiros jogaram três vezes e ganharam as três.

 

O Grêmio também teve um forte impulso depois de trocar o veterano Luiz Felipe Scolari pelo novato Roger. Com Felipão, o aproveitamento foi de só 17%. Depois da sua saída, o clube gaúcho ganhou 67% dos pontos que disputou.

 

O Flamengo passou de um aproveitamento de 11% com Luxemburgo para 50% sob a batuta de Cristovão Borges. O Fluminense teve uma leve melhora depois de trocar Ricardo Drubscky por Enderson Moreira (50% para 53%).

 

Quando tinha o interino Milton Cruz, o São Paulo teve performance de 67%, e agora ganhou os dois jogos que disputou com o colombiano Juan Carlos Osorio. Em seis jogos com Oswaldo de Oliveira, o Palmeiras ganhou só seis pontos, aproveitamento de 33%. No primeiro jogo sem ele, e com o interino Alberto Valentim, ganhou do Fluminense.

 

 

Fonte: ESPN        Foto: Gazeta Press

O técnico Tite ganhou um reforço 'inesperado' para o Campeonato Brasileiro.

 

Sem defender o Corinthians desde 2014, quando acabou emprestado pelo Grêmio, o meia Rodriguinho voltou a treinar com o elenco da equipe alvinegra e está à disposição do treinador para o restante da temporada.

Depois da passagem pelo Grêmio, clube no qual permaneceu até 1º de outubro do ano passado, Rodriguinho foi defender o Al-Sharjah, dos Emirados Árabes Unidos. O contrato encerrou no início deste mês, e o Corinthians, que vive graves problemas financeiros, decidiu reintegrar o jogador.

 

Novamente incorporado ao elenco de Tite, Rodriguinho possui contrato até dezembro de 2016. O meia trabalhou normalmente nesta segunda-feira e pode reforçar o Corinthians no próximo sábado, quando o clube alvinegro encarará o rival Santos, na Vila Belmiro.

 

 

 

 

Fonte: ESPN        Foto: Agência Corinthians 

Pesquise no site

Amigos online

Temos 107771 visitantes e Nenhum membro online