Série A

Série A (66)

do-se disposto a recuperar o seu espaço no clube pelo qual foi campeão mundial em 2012, o goleiro Cássio tem um bom motivo para acreditar que poderá barrar o concorrente Walter em 2017. O Corinthians passou a ser novamente comandado por Fábio Carille, que já prestigiou o atleta no passado.

 

No período em que comandou a equipe em 2016, entre a demissão de Cristóvão Borges e a contratação de Oswaldo de Oliveira, Carille deu um voto de confiança para Cássio, apesar da boa fase de Walter. O interino havia assegurado que o goleiro já consagrado no Corinthians retornaria de uma lesão no ombro como titular da equipe.

 

 

Antes, Cristóvão também apostou em Cássio, justificando que tinha medo de perdê-lo. No final da última passagem de Tite pelo Corinthians, o técnico da Seleção Brasileira tinha passado a escalar Walter, que atravessava melhor momento desde então.

 

Com Oswaldo de Oliveira, Cássio retornou ao banco de reservas no final frustrante de temporada para o Corinthians - nem sequer uma vaga na próxima Copa Libertadores da América foi alcançada e até o elogiado Walter já não vivenciava os seus melhores dias.

 

Desde que tomou a posição de titular do prata da casa Julio Cesar, durante a Copa Libertadores da América de 2012, Cássio não tinha um ano tão ruim. O goleiro acumulou falhas nos 45 jogos que disputou (Walter atuou em 24 ocasiões) após uma negociação com o Besiktas, da Turquia, fracassar em janeiro de 2016.

 

A queda de rendimento, além de fazer com que Walter se firmasse, deixou Cássio entre os cotados a deixar o Corinthians ainda no decorrer do ano passado. O Grêmio, clube que o revelou, apareceu como um dos interessados na contratação.

 

Hoje, Cássio tem dito que pretende voltar a vingar no Corinthians, superando a concorrência de Walter, com quem tem boa relação também fora de campo. Se o preparador de goleiros Mauri Costa Lima já indicou a sua preferência pelo companheiro, o goleiro tem agora a simpatia de Fábio Carille a seu favor.

 

Problemas na defesa 

O Corinthians que terminou mal 2016 iniciou 2017 com apenas reforços para o ataque - Jô e Luidy já haviam acertado com o clube no decorrer do Campeonato Brasileiro e o turco Kazim, do Coritiba, encaminhou a sua vinda recentemente. Na defesa, que continua a mesma, a situação é preocupante.

 

Enquanto Cássio e Walter são consideradas boas opções para o gol, o paraguaio Balbuena (que está na mira do mercado argentino - Racing e Boca Juniors já buscaram informações sobre o atleta), o veterano Vilson e os pratas da casa Yago, Pedro Henrique e Léo Santos se acostumaram com as contestações de torcedores.

 

O Corinthians, porém, tem dificuldades para reforçar o setor. Especula-se que o uruguaio Polenta, do Nacional, seja uma opção da diretoria. O atleta já enfrentou a equipe paulista pela Libertadores e não chegou a ficar na memória de boa parte da torcida.

 

O clube também quer proteger a sua zaga com a chegada de um primeiro volante. Rithely, que não tem tanto poder de marcação, tenta convencer o Sport a negociá-lo com o Corinthians, enquanto o Santos oferece Alison para tirar o meia Marquinhos Gabriel do Parque São Jorge.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

Fundado em 2 de janeiro de 1921, o Cruzeiro comemora nesta segunda-feira 96 anos de uma história repleta de troféus importantes. Originado de uma colônia italiana de Belo Horizonte, o clube celeste cresceu de maneira significativa a partir da inauguração do Mineirão, em 1965. Entre seus tantos títulos estão a Copa Libertadores (1976 e 1997), o Campeonato Brasileiro (1966, 2003, 2013 e 2014) e a Copa do Brasil (1993, 1996, 2000 e 2003). Pelo aniversário, missa de ação de graças será celebrada às 19 horas, no salão social do Barro Preto, na Rua dos Guajajaras, número 1722.

 

Com início da pré-temporada programado para 9 de janeiro, o Cruzeiro deve anunciar em breve uma grande contratação. Ao menos foi o que disse o presidente Gilvan de Pinho Tavares, em entrevista coletiva concedida em 23 de dezembro. Segundo o mandatário celeste, esse atleta “estava verbalmente acertado” e é um “grande nome”. Trata-se de um brasileiro que atuou fora do país nos últimos anos. Quando o presidente fez a promessa, faltava o acordo com o clube no qual o jogador estava vinculado.

 

As dicas de Gilvan não se encaixam no perfil do centroavante Marcelo Moreno, que recebeu proposta do Cruzeiro no início de dezembro e, desde então, ficou de tomar a decisão. Inclusive, o presidente esclareceu que o presente não era o boliviano. Depois da entrevista, o presidente explicou aos jornalistas que se tratava de um meio-campista. Logo, foram especulados os nomes de Jadson, do chinês Tianjin Quanjian; Thiago Neves, do Al Jazira (Emirados Árabes Unidos); e Elias, do Sporting de Portugal. Os responsáveis pelas carreiras desses atletas negaram negociação com o clube celeste.

 

Diretor de futebol pendente

 

O Cruzeiro começará 2017 sem um diretor-executivo. Desde a saída de Thiago Scuro, há menos de um mês, o clube recebeu negativas de Alexandre Mattos, que renovou com o Palmeiras; Anderson Barros, acertado com o Vasco; e Erasmo Damiani, que deu continuidade ao trabalho na CBF como coordenador das categorias de base da Seleção Brasileira. Em compensação, o ex-volante Tinga, atleta do clube de 2012 a 2015, foi anunciado como gerente de futebol. Ele será uma espécie de elo entre a comissão técnica de Mano Menezes, elenco e a alta cúpula celeste.

 

No mercado da bola, a Raposa contratou até o momento o lateral-esquerdo Diogo Barbosa (ex-Botafogo), o zagueiro equatoriano Luis Caicedo (ex-Independiente del Valle) e o volante Hudson (ex-São Paulo). A diretoria ainda pode acertar possíveis trocas para fechar o grupo que começará a temporada.

 

Independentemente de quem será anunciado, o torcedor cruzeirense sonha com o retorno aos títulos. A última conquista foi o Campeonato Brasileiro de 2014. Em 2015 e em 2016, o time não chegou sequer à decisão do Estadual. Em 2017, as competições que a Raposa disputará são Campeonato Mineiro, Primeira Liga, Copa Sul-Americana, Copa do Brasil e Campeonato Brasileiro.

 

Fonte: Super Esportes

O presidente da Chapecoense, Ivan Tozzo, confirmou a uma rádio espanhola que aceitou o convite para que a equipe catarinense participe do Troféu Joan Gamper, organizado pelo Barcelona, em agosto. O convite integra um conjunto de ações que o clube catalão implementará ao longo de 2017 em homenagem às vítimas do voo que matou quase todos os jogadores e dirigentes do time.

Realizado desde 1966, o torneio faz parte da pré-temporada do time espanhol e já contou com brasileiros como Flamengo, Vasco e Santos, que foi goleado por 8 a 0 pouco tempo depois da transferência de Neymar.

noticiasaominuto

O Vitória ainda respira no Campeonato Brasileiro. O Figueirense não mais. Na tarde deste domingo, o Rubro-Negro goleou o Alvinegro por 4 a 0 no Barradão, ganhou fôlego na briga contra o Z-4 e rebaixou o rival catarinense. Willian Farias, Zé Love, Kieza e Marinho marcaram os gols da partida, válida pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Com o triunfo, o Vitória abriu três pontos para o Internacional, que joga na segunda-feira contra o Corinthians, em Itaquera. O Rubro-Negro, na 16ª posição, tem 42 pontos, enquanto o Colorado, na 17ª colocação, possui 39. O Figueirense é o 18º com 34 pontos e, restando apenas duas partidas para o fim da Série A, não tem como deixar o Z-4.

O Figueirense volta a jogar no próximo domingo, às 19h30 (de Brasília), quando enfrenta o Fluminense no Orlando Scarpelli. Na segunda-feira, às 20h, o Vitória visita o Coritiba no Couto Pereira.

Fonte: Globo Esporte

Na briga pelo título do Campeonato Brasileiro, o Santos cedeu um empate por 2 a 2 ao Cruzeiro na tarde deste domingo, no estádio do Mineirão. O resultado complicou a equipe comandada pelo técnico Dorival Júnior na briga pelo título do Campeonato Brasileiro.

Com o resultado, o Alvinegro chegou aos 68 pontos e se distanciou do Palmeiras, que tem 74. Agora, para ser lavantar a taça, o Peixe precisa vencer as duas próximas partidas e o torcer para duas derrotas do rival.

Com apenas um ponto somado, o Cruzeiro ficou cada mais vez longe da briga pelas primeiras posições do Brasileirão.

Na próxima, e penúltima rodada da competição nacional, o Cruzeiro visita o Internacional de Porto Alegre no domingo, às 17 horas (de Brasília). Já o Santos enfrenta o Flamengo no estádio do Maracanã, nas mesmas data e horário.

Fonte: UOL

O Palmeiras fez a sua parte na tarde deste domingo e venceu o Botafogo por 1 a 0, no Allianz Parque, com gol de Dudu. Porém, o torcedor alviverde ainda terá de esperar para soltar o grito de campeão, já que o Santos não foi derrotado – empatou com o Cruzeiro – e deixou o título do Campeonato Brasileiro, com mais duas rodadas pela frente, ainda em aberto.

Porém, a conquista ficou bem mais perto neste domingo, já que uma vitória deixa o Palmeiras a apenas um empate do título. O time alviverde chega a 74 pontos e abre 68 do Santos. O Flamengo, que ainda joga neste domingo, poderia chegar a 69, se não tivesse empatado, mesmo se houvesse triunfo ao seu favor a equipe carioca não alcançaria o Palmeiras em número de vitórias.

O Botafogo, por sua vez, vê a vaga na Libertadores cada vez mais ameaçada. Mas ainda assim, com 55 pontos, na sexta colocação, segue dependendo apenas de suas forças para se garantir na próxima edição do torneio sul-americano.

Fonte: UOL

Na reabertura do estádio do Maracanã após o fechamento para os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, o Flamengo empatou por 2 a 2 com o Corinthians e se afastou do líder Palmeiras na briga pelo título do Campeonato Brasileiro. A partida, realizada na tarde deste domingo (23), foi válida pela 32ª rodada da competição nacional.

Com o resultado, a agremiação rubro-negra ficou com 61 pontos, um pouco distante da briga pelo título, já que o Palmeiras derrotou o Sport e abriu seis pontos de vantagem. Já os alvinegros agora somam 49 pontos e entraram na zona de classificação para a Copa Libertadores do ano que vem, na sexta posição.

Na próxima rodada, o time comandado pelo técnico Zé Ricardo enfrenta o Atlético-MG no próximo sábado, 29 de outubro, às 16h30 (de Brasília), na Arena Independência. Nas mesmas data e horário, o Corinthians recebe a Chapecoense em sua arena.

Uol

Mais líder do que nunca. O Palmeiras deu um passo fundamental para encerrar o Campeonato Brasileiro de 2016 como campeão. Enquanto o Flamengo tropeço diante do Corinthians no Maracanã, o clube de Palestra Itália fez a sua parte, derrotou o Sport por 2 a 1, no Allianz Parque, e aumentou ainda mais o conforto na primeira posição.

O resultado positivo conquistado na tarde deste domingo, graças aos gols de Dudu e Tchê Tchê – Rogério descontou para os pernambucanos -, deixou o Palmeiras com 67 pontos, seis a mais do que o time rubro-negro carioca. Restam apenas seis rodadas para o fim da Série A.

Enquanto o time alviverde se aproxima do grande objetivo, o Sport se vê mais ameaçado de uma queda para a Série B. Com apenas 37 pontos somados, o time pernambucano possui apenas dois pontos de vantagem em relação ao primeiro clube dentro da zona do rebaixamento.

O Palmeiras agora tem pela frente o clássico contra o Santos, marcado para o próximo sábado, às 19h30, na Vila Belmiro, pela 33ª rodada do Brasileiro. Já o Sport entra em campo antes, na quinta-feira, quando recebe a Ponte Preta na Ilha do Retiro, às 20h30 (de Brasília).

UOL

O clássico Gre-Nal 411 teve quase tudo que caracteriza o duelo entre Grêmio e Internacional. Faltou gol. Neste domingo (23), soco de Edílson em Rodrigo Dourado, duas expulsões, muita força em cada disputa, mas 0 a 0 como placar final acabou com um ponto para cada lado na Arena.

O duelo da 32ª rodada do Brasileiro colocou o Tricolor com 48 pontos na classificação, ainda perto do G-6. Já o Colorado soma 37, e se desligou pouco da zona de rebaixamento.

O lance das expulsões foi polêmico. Uma confusão começou, aos 15 do segundo tempo, quando Pedro Geromel deu um carrinho forte em Valdívia. Kannemann pegou a bola, Vitinho foi tirar dele e trocou-se empurrões. Muitos jogadores chegaram no lance, Rodrigo Dourado foi tentar afastar o ponto de discussão e foi agredido por Edílson, que acertou ao menos um soco no rosto do volante. O árbitro, avisado pelos auxiliares, expulsou o gremista. Dourado havia saído para ser atendido. Mas quando voltou ao campo, também levou o vermelho para reclamação dos vermelhos.

Com algumas chances, principalmente no segundo tempo, o jogo foi tenso até o apito final, mas terminou com mais brigas do que bola na rede.

UOL

Segunda, 10 Outubro 2016 00:00

Modesto garante Dorival Júnior para 2017

Escrito por

O presidente Modesto Roma Júnior negou ter recebido uma carta de conselheiro do clube pedindo a saída de Dorival Júnior e a contratação de Vanderlei Luxemburgo para o ano que vem.

“Eu não recebi informação de pedido, de troca, nada disso, não sei quem é esse conselheiro”, disse o mandatário em entrevista ao programa Domingo Esportivo, da Rádio Bandeirantes.

Modesto garantiu ainda continuidade de Dorival em 2017. “Estou muito satisfeito com o Dorival . Independente de ser Vanderlei, Roger, Mano, Otto Glória ou Aymoré Moreyra, o técnico do Santos é Dorival Silvestre Júnior”.

O presidente alvinegro esclareceu também que Marcelo Fernandes não vai mais trabalhar com o treinador, que foi um pedido pessoal. “O Dorival não quer trabalhar com o Marcelo na comissão técnica principal. Ele expôs os motivos dele e eu respeito porque ele é o chefe da comissão técnica do futebol profissional, mas o Marcelo é funcionário do Santos e vai continuar trabalhando em outros setores”, garantiu.

Vela lembrar que Fernandes foi campeão paulista com o time da Vila Belmiro, depois foi ser auxiliar com a chegada de Dorival no comando.

Modesto Roma Júnior ainda defendeu o América-MG, que vai atuar em Londrina contra o Palmeiras na tarde deste domingo. "Acho que os clubes tem direito de vender seus jogos. A regra é igual pra todo mundo”, ressaltou.

“Se o Flamengo, Fluminense podem jogar porque não tem estádio no Rio de Janeiro, o América pode vender seu jogo para onde quiser . Não entendo esse chororô que vai facilitar para o Palmeiras” . Modesto destacou que no primeiro turno o Santos enfrentou o Flamengo na Arena Pantanal, com o mando de campo do time paulista e a partida terminou empatada por 0 a 0.

O presidente do Peixe explicou que a negociação para a transferência do jogo foi feita em 2015 e coube a empresa contratante determinar a partida.

“Nós tínhamos vendido em 2015 quando estávamos naquela pindaíba toda. Nós recebemos o clube absolutamente endividado. Nós vendemos alguns jogos para Rio Preto, São José dos Campos, Pacaembu e ficamos devendo dois jogos e os parceiros sempre entenderam que aquele momento não podia jogar e mudamos para esse ano e jogamos contra o Flamengo, em Cuiabá. Entendíamos que tínhamos time para enfrentar o Flamengo em Cuiabá ou aonde for. O Santos não pode ter medo de jogar fora da Vila Belmiro. Tem que jogar no Pacaembu, Allianz Parque ou em qualquer lugar com a mesma força que tem na Vila”.

Fonte: BAND Esportes

InícioAnt12345PróximoFim
Página 1 de 5

Pesquise no site

Amigos online

Temos 516 visitantes e Nenhum membro online