Copa do Brasil

Copa do Brasil (9)

A CBF (Confederação Brasileira de Futebol) anunciou nesta quinta-feira (29) que a mudança na estrutura da Copa Libertadores tornará a Copa do Brasil mais curta.

Em entrevista coletiva no Rio de Janeiro, Manoel Flores, o diretor de competições da entidade, afirmou que a competição será realizada em menos semanas, mas que manterá o mesmo número de datas do formato atual. No entanto, não deu exatidão aos dados.

"Ainda estamos vendo, estudando. Vamos mexer o mínimo possível para o calendário de 2017. Manter as premissas do comitê de reformas sobre o calendário: férias, pré-temporada, eliminatórias", declarou o Flores.

Com o aumento do número de times da Libertadores, o dirigente também disse que é possível que o Campeonato Brasileiro passe a ter um G5 classificatório à competição continental, dependendo apenas de uma confirmação em uma reunião do Comitê Executivo da Conmebol do próximo domingo (2). O encontro é o entrave para divulgação de uma revisão do calendário do futebol brasileiro em 2017, que havia sido divulgado no último dia 6 de julho.

"Se essa vaga ocorrer, seria o G5, sim. Não será um convite, mas uma decisão técnica. A Conmebol fez questão de deixar isso claro, seria uma vaga para a principal competição nacional. No nosso caso, o Campeonato Brasileiro", afirmou o dirigente.

"Esperamos divulgar o novo calendário o quanto antes. Aguardamos a deliberação de Bogotá, no próximo domingo [reunião do Comitê Executivo da Conmebol], e, a partir daí, divulgaremos as coisas. Expectativa é que isso ocorra já na semana que vem", completou.

Outra mudança será a possível participação simultânea de um clube na Copa do Brasil e na Copa Sul-Americana, algo incompatível com o atual formato das competições. Manoel Flores explicou que uma das maiores reclamações dos times brasileiros era a necessidade de optar por um ou outro torneio, fato que será alterado: "isso deixa de existir. A Copa do Brasil será adequada."

Manoel Flores esclareceu que a CBF esteve envolvida no processo de decisão do novo formato de Libertadores e que a entidade está "100% alinhada ao projeto" da Conmebol e outras federações envolvidas, inclusive enxergando a mudança com bons olhos do ponto de vista técnico e financeiro. A confederação enxerga que a "Nova Libertadores" poderá trazer maior retorno em ambas as áreas. 

 

Fonte:estadao

O Santos encerrou sua preparação para a final da Copa do Brasil. Nesta terça-feira, o time realizou um treinamento fechado à imprensa no CT Rei Pelé e, apesar da equipe viver seu pior momento desde que Dorival Júnior assumiu o time, o elenco garante que nada influenciará no rendimento do time à partir das 22 horas desda quarta-feira.

"A equipe sabe o que fazer na final. Jogo diferente. Temos que ver o que deixamos de fazer para na final dar certo. Além de final, é clássico. Espero que, no detalhe, possamos vencer. A tabela que parecia fácil pode deixar Santos de fora do G-4 no Brasileiro", comentou Renato, um dos atletas poupados na derrota contra o Coritiba, que jogou o alvinegro para a 6º colocação.

 

Aos 36 anos, Renato, jogador mais experiente do elenco alvinegro, tenta passar tranquilidade. O Santos não marca gol há três jogos e chega para o clássico com mais pressão do que se esperava.

 

"Acontece. Sabemos que para chegar onde chegamos trabalhamos muito, muita superação. Manter, é complicado. Gostaríamos de ter vitória contra o Flamengo em casa, já que era um jogo importantíssimo pra nós. Não conseguimos fazer o gol. Nos outros jogos, principalmente em Joinville, gramado difícil. Contra o Coritiba, voltou a chover e não encontramos o gol", explicou.

Por fim, Renato falou sobre o trabalho na véspera de um dos jogos mais importantes na temporada para o clube. Com time completo à disposição, Dorival Júnior utilizou o dia para se precaver dos perigos que o alviverde pode oferecer na Vila Belmiro.

 

"É uma preparação não tão forte, como fazemos no dia a dia. É mais posicionamento, conversa. Ver o que adversário tem de melhor, trabalhar no campo. Mas sem muita intensidade, para guardar energia para o jogo. Devemos ter algum vídeo. Depois, é cada um se concentrar da maneira que sabe para o jogo de amanhã", encerrou o volante.

 

 

 

 

 

Fonte: ESPN                   Foto: Google Imagens 

No início de uma das semanas mais decisivas para o Palmeiras no ano, o clube conseguiu um feito inédito desde a reinauguração do Palestra Itália, em novembro de 2014: todas as entradas para o segundo jogo da final contra o Santos foram esgotados na pré-venda destinada exclusivamente aos sócios torcedores Avanti. No início da noite desta segunda, dia em que a venda geral seria aberta, o clube comunicou a compra total das entradas.

Iniciada na manhã de domingo para os sócios torcedores, a venda correspondeu às vantagens competentes a cada plano, de acordo com o ranking de ordenamento do programa. Nesta segunda, às 10h (de Brasília), um número limitado de ingressos para a final na Vila Belmiro, quarta-feira, foi comercializado nas bilheterias do Palestra Itália. Vendidos a R$ 200,00 (R$ 100,00 meia-entrada), as entradas de visitante também foram esgotadas.

Apesar de a finalíssima contra o Santos representar a primeira vez que o Palestra Itália será ocupado totalmente por sócios torcedores, desconsiderando os ingressos ainda disponíveis do setor de visitantes e nos camarotes, a venda de ingressos já foi esgotada uma vez pela internet. Em agosto, contra o Atlético-PR - em jogo que ficou marcado pela lesão de Gabriel -, as entradas também foram esgotadas online.

 

Naquela oportunidade, no entanto, cerca de 67% dos presentes no estádio eram signatários do programa de sócio torcedor. Neste ano, a média de sócios torcedores nos jogos do Palmeiras é de 65%, e na Copa do Brasil a marca cresce ainda mais. Na semifinal contra o Fluminense, por exemplo, em que o Verdão classificou nos pênaltis, cerca de 70% dos pagantes eram sócios torcedores.

 

 

 

 

Fonte: ESPN                 Foto: GAZETA PRESS

O Santos conquistou uma boa vantagem sobre o São Paulo após o duelo no Morumbi, no qual o time de Dorival Júnior triunfou pelo placar de 3 a 1.

Assim, a equipe da Baixada pode até perder por 2 a 0 nesta quarta-feira, na Vila Belmiro, que mesmo assim avança para a grande decisão da Copa do Brasil. E a diretoria santista já parece estar de olho na sequência da competição nacional.

O clube garante que o foco está todo voltado para a partida diante do rival nesta quarta, mas o presidente Modesto Roma Júnior não concorda com as datas das finais da Copa do Brasil. O primeiro jogo da decisão está marcado para o próximo dia 4 de novembro, na quarta-feira. O segundo aconteceria apenas no dia 25 de novembro.

 

O Santos entende que o grande intervalo entre as partidas poderia atrapalhar a preparação das equipes. Portanto, a intenção da diretoria é sugerir as finais nos dias 25 de novembro e 2 de dezembro, ou então alterar para outra data o primeiro embate, caso o segundo seja mantido para o dia 25.

 

O clube, porém, ainda não apresentou o pedido à CBF, uma vez que espera, claro, a definição do confronto da semifinal contra o São Paulo.

 

 

 

 

Fonte: ESPN  Foto: PEDRO ERNESTO GUERRA AZEVEDO/SANTOS FC

Nesta quarta-feira, dois jogaços, ambos às 22h (horário de Brasília), definirão a final da Copa do Brasil de 2015: Palmeiras x Fluminense, no Allianz Parque, e Santos x São Paulo, na Vila Belmiro.

Independentemente dos resultados, é possível dizer que o torneio terá uma decisão "inédita".

 

Afinal, se o Palmeiras eliminar o clube das Laranjeiras, será a primeira vez que a competição, disputada desde 1989, terá um duelo paulista na final.

 

A Copa do Brasil já foi decidida por dois times do mesmo Estado em duas ocasiões: 2009 (Flamengo x Vasco) e 2014 (Atlético-MG x Cruzeiro). Nunca, porém, por dois times de São Paulo.

 

No entanto, caso o Fluminense avance no Allianz Parque, é possível dizer que a final também é, de certa forma, "inédita".

Um possível Flu x Santos ou Flu x São Paulo será a primeira decisão entre um grande do Rio de Janeiro e um grande paulista na Copa.

Já houve duas finais Rio-SP, mas, nas duas, o clube de São Paulo envolvido não podia ser considerado um grande: 2004 (Santo André x Flamengo) e 2005 (Paulista de Jundiaí x Fluminense).

 

Em ambas as decisões entre paulistas e cariocas, aliás, os clubes de São Paulo levaram a melhor, faturando duas vezes a taça no Maracanã.

 

Como o jogo de ida, no Rio, terminou 2 a 1 para o Flu, os cariocas precisam de apenas um empate para eliminar o Palmeiras, mas podem até perder por 3 a 2 em diante que também passam de fase. A equipe paulista avança com uma vitória por 1 a 0 ou com qualquer triunfo por dois gols de diferença.

 

Já o Santos está em situação bem mais confortável. Como ganhou por 3 a 1 no Morumbi, o "Peixe" joga por um empate ou pode até perder por um gol na Vila Belmiro que ainda assim vai à final. Ao São Paulo, resta buscar um triunfo por três gols de vantagem ou por 4 a 2 em diante.

 

 

 

 

 

Fonte: ESPN       Foto: LUIS MOURA/GAZETA PRESS

Com uma torção no joelho sofrida na primeira partida das semifinais da Copa do Brasil, Fred acabou fora do confronto contra o Atlético-PR no último sábado, mas voltou a treinar nesta terça-feira e deu indícios de que estará em campo nesta quarta-feira, contra o Palmeiras, no Allianz Parque. Após a atividade nas Laranjeiras, o técnico Eduardo Baptista mostrou confiança no retorno do atacante, mas já avisou sobre sua condição física.

"Não tenho essa informação (se fez infiltração no joelho). Ele fez alguns procedimentos no departamento médico para amarrar o joelho, para não deixar solto. Foi uma lesão complicada. Se ele apresentar a mesma forma que hoje, vai para o jogo, mas já adianto que 100% ele não estará, mas há um trabalho para que ele chegue perto disso. No entanto, tem uma imensa vontade de ajudar. E ele é importante ao time", disse o técnico do Fluminense.

 

Além de seu principal atacante, Eduardo Baptista teve outro problema nesta terça-feira. Marcos Júnior sentiu dores na coxa direita e acabou poupado do treino. Com isso, o treinador optou pela entrarda de Pierre, adiantando Cícero, e com Vinicius no setor ofensivo.

 

A equipe titular no treinamento entrou em campo com Diego Cavalieri, Wellington Silva, Gum, Marlon e Breno Lopes; Pierre, Jean, Cícero, Gustavo Scarpa, Vinicius e Fred.

 

 

 

 

 

Fonte: ESPN  Foto: Google Imagens 

A Copa do Brasil começa para o Flamengo nesta quarta-feira, quando o campeão carioca visita o Brasil de Pelotas a partir das 22h(de Brasília), no Estádio Bento Freitas, em Pelotas (RS), pela partida de ida da primeira fase.

 

A ESPN BRASIL TRANSMITE O DUELO. Os flamenguistas, que ganharam o torneio em 1990, 2006 e 2013, chegam apostando na manutenção da base do ano passado, que tem feito boa campanha no Estadual, onde o Rubro-Negro, que vem de empate por 1 a 1 com o Madureira, aparece na segunda posição com 14 pontos, dois a menos que o líder Botafogo.

 

Porém, o sorteio que definiu o rival da estreia não foi dos mais agradáveis para o Flamengo. Isso porque o Brasil de Pelotas é um time que joga ao melhor estilo do futebol do Rio Grande do Sul, com muita marcação e correria. A equipe vem de empate por 1 a 1 com o Lajeadense, pelo Campeonato Gaúcho, onde aparece na quinta colocação, com 12 pontos, apenas dois a menos que o líder São José.

 

O bom momento do Brasil faz os flamenguistas não pensarem na possibilidade de uma vitória por dois ou mais gols de diferença, o que eliminaria a necessidade do confronto de volta, previsto para 18 de março, no Maracanã, no Rio de Janeiro.

 

"Não vamos enfrentar um adversário qualquer, fácil de ser batido. Trata-se de um time que vem jogando com muita pegada, qualidade e que conseguiu grandes resultados esse ano, como ganhar do Grêmio na Arena do Grêmio. Nosso primeiro objetivo é conseguir um resultado que leve a decisão para a partida de volta", disse o técnico do Flamengo, Vanderlei Luxemburgo.

 

Os jogadores do Flamengo concordam com o companheiro e acreditam que apenas com personalidade os cariocas conquistarão um bom resultado no Sul do país.

 

"Sabemos que o Brasil é muito forte em Pelotas. Porém, o Flamengo precisa jogar com muita personalidade e procurando se impor desde os primeiros minutos. Precisamos marcar gols como visitantes para termos mais chances de nos classificarmos", afirmou o volante Márcio Araújo.

 

Em termos de escalação, Vanderlei Luxemburgo tem um sério problema. O meia Everton, com edema na coxa esquerda, é o desfalque e fica de fora. Arthur Maia e Nixon disputam a sua vaga. Em compensação, o zagueiro Wallace, que cumpriu suspensão contra o Madureira, reaparece na vaga de Bressan. O atacante Alecsandro, livre de um edema na coxa direita, fica como opção no banco de reservas.

 

Pelo lado do Brasil de Pelotas, o técnico Rogério Zimmermann quer ver sua equipe jogando com alegria.

 

"Nós sabemos que será um jogo muito complicado, pois vamos enfrentar uma das grandes forças do futebol brasileiro, que conta com um elenco recheado de jogadores renomados. Mas o Brasil de Pelotas também tem um grupo de muita fibra e vontade de escrever um capítulo muito bonito na Copa do Brasil. Portanto, vamos a campo para jogar com determinação, empenho, mas também com muita alegria de estarmos nesta disputa", analisou Rogério Zimmermann.

 

A escalação do Brasil só será definida minutos antes do confronto. O zagueiro Cirilo e o atacante Márcio Jonatan, suspensos pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), ficam de fora. Assim, Ricardo Schneider entra na zaga e Alex Amado no ataque. O zagueiro Fernando Cardozo, com dores no músculo posterior da coxa esquerda, é dúvida, podendo ceder seu posto para Ricardo Bierhals.

 

 

 

 

 

 

Fonte: ESPN       /Foto: Gilvan de Sousa/Flamengo

Abel orienta time durante jogoUm duelo que não ocorre há exatas duas décadas pela Copa do Brasil voltará a ser disputado nesta quarta-feira. Internacional e Ceará, que se encontraram nas quartas de final da edição de 1994 do torneio, abrem no Beira-Rio a disputa por uma vaga nas oitavas de final da edição de 2014. A partida desta quarta-feira começará às 22h, horário de Brasília.

Com uma situação bem tranquila, o Vasco tenta confirmar a classificação para as oitavas de final da Copa do Brasil nesta quarta-feira, às 22 horas (de Brasília), quando recebe a Ponte Preta em São Januário, pela rodada de volta da terceira fase da competição.

O time cruz-maltino ganhou na ida por 2 a 0 e agora pode perder até por um gol de diferença que mesmo assim vai avançar. Ao time paulista, resta devolver os 2 a 0 e forçar a disputa de pênaltis ou vencer por três ou mais gols de vantagem. Triunfo por dois gols de diferença também serve para a equipe campineira, mas a partir de 3 a 1, uma vez que os tentos anotados como visitante valem para critério de desempate.

Apesar da boa vantagem obtida em Campinas, o Vasco prega um discurso de que não há nada resolvido.

"É preciso ter a consciência de que conseguimos apenas uma grande vantagem, mas que não nos garante nas oitavas de final. Já tivemos algumas experiências de jogos muito complicados quando todos esperavam que haveria uma certa tranquilidade. Nosso time tem qualidade e todas as condições de garantir a classificação no Rio de Janeiro, mas jogando com responsabilidade", afirmou o jovem atacante Thalles.

Uma prova de que não pretendem usar a vantagem obtida no primeiro jogo é que os vascaínos prometem uma postura ofensiva.

"O Vasco tem uma maneira de jogar que sempre busca o resultado positivo, independentemente do adversário ou do momento vivido na competição. Sabemos que conseguimos um resultado importante na partida de ida, mas a melhor maneira de usar essa vantagem é minimizá-la e mostrar que queremos voltar a ganhar, dessa vez dentro de nossa casa", disse o lateral esquerdo Diego Renan.

Em termos de escalação, o técnico do Vasco, Adilson Batista, não sabe se poderá contar com o volante argentino Aranda, se queixando de dores na região dos glúteos. Caso ele não possa atuar, a tendência é que Dakson ganhe uma oportunidade entre os titulares. Recuperado de uma inflamação no joelho direito, o zagueiro Rodrigo será a grande novidade entre os titulares e reaparece na vaga de Luan, que ficará como opção no banco de reservas.

Pelo lado da Ponte Preta, a principal novidade é a estreia do técnico Guto Ferreira, que chega com a missão de fazer o time render bem mais em campo. O treinador promete empenho já neste duelo com os vascaínos.

"Nós vamos a campo com dignidade, em busca de um resultado positivo que devolva ao torcedor da Ponte o orgulho de ver o time em campo, brigando por vitórias", disse Guto.

Guto Ferreira não quis antecipar a escalação que pretende mandar a campo, porém, sabendo das poucas chances de inverter o resultado, ele deverá preservar algumas peças importantes de olho na Série B. Casos, principalmente, de atletas mais veteranos, como o atacante Edno.

O zagueiro Tiago Alves, o lateral esquerdo Bryan e o volante Élton, que já defenderam outros times na Copa do Brasil, também ficam de fora. Os 11 titulares, no entanto, só deverão ser divulgados no vestiário, minutos antes do confronto.

Além do jogo de ida, as duas equipes se enfrentaram no último sábado, em Campinas, pela Série B do Campeonato Brasileiro, e empataram sem gols. Nesta competição, ambos aparecem na parte intermediária da tabela de classificação, buscando engrenar para chegarem ao G-4.

 

 

 

Fonte: ESPN

Pesquise no site

Amigos online

Temos 367968 visitantes e Nenhum membro online