Campeonato Cearense

Campeonato Cearense (6)

O zagueiro Heitor, nova contratação do Fortaleza para a temporada 2017, sabe que não terá vida fácil. O primeiro compromisso do ano, pelo Cearense, já é um clássico das cores contra o Ferroviário. E o discurso do jogador relembra o frio da barriga antes de cada estreia.

- Toda estreia tem aquele frio da barriga, ainda mais com um clássico desse. Esperamos estar concentrados, bem treinados, para que possamos ir bem nessa partida.

Sob o comando do técnico Hemerson Maria, o beque falou que a expectativa para a temporada é boa. Heitor avaliou o entrosamento do elenco tricolor como positivo, haja vista que a pré-temporada começou cedo. Ao treinador, só elogios.

- É um treinador que mostra bastante a forma do trabalho dele. Mostra como ele gosta que a equipe se posicione, isso facilita durante o campo. Ele está chegando agora com um projeto novo, da cabeça dele mesmo. Isso vai facilitar bastante para os jogadores e para ele mesmo.

Fonte: Globo Esporte/CE

Geralmente as pessoas fazem votos de ano novo com a esperança de que "dias melhores virão". E é com esse pensamento positivo que o lateral-esquerdo Jeanderson quer esquecer 2016. Após uma passagem apagada pelo Sampaio Corrêa no primeiro semestre, o atleta capixaba busca a redenção no Ferroviário e quer agarrar a chance de disputar o Campeonato Cearense 2017.

Revelado na Ferroviária-SP, Jeanderson também passou por Rio Branco-ES, Vitória-ES, Serra, São José-RS, Cruzeiro-Poa, Santa Rita-AL e Portland Timbers-EUA. Credenciais que dão ao atleta de 25 anos respaldo para buscar um lugar ao sol novamente futebol nordestino.

- Acertei com o Ferroviário e vou viajar pro Ceará, para disputar o Campeonato Cearense deste ano - revelou Jeanderson.

Ter sido campeão nacional nos Estados Unidos em 2015 pode ajudar nessa tarefa. Jeanderson estava na equipe do Portland Timbers que conquistou o título da Major League Soccer (MLS). Porém reconhece que a volta ao Brasil no ano seguinte foi uma decisão errada, até precipitada. Mesmo assim, o lateral tem em suas resoluções de ano novo começar uma vida nova no Ceará.

- Comparando com 2015 e com os últimos anos meus, foi um 2016 muito ruim. Foi um ano que eu voltei dos Estados Unidos, o que eu não queria, voltei a jogar no Brasil, acertei com o Sampaio Corrêa, que foi um clube onde eu não me adaptei bem. Não joguei o segundo semestre, então foi um ano muito difícil. Então quero entrar 2017 bem melhor e poder jogar o ano todo.

 

2º semestre iluminado na grama sintética

De volta ao Espírito Santo, Jeanderson se aventurou em outro piso, a grama sintética, e defendendo a camisa do Santo André, o atleta teve um segundo semestre iluminado, quase perfeito. Boas campanhas em âmbitos nacional e estadual deixam o jogador mais tranquilo para retornar aos gramados e repetir o bom desempenho exibido no futebol 7.

- Eu nunca tinha jogado, porque estive sempre viajando, sempre jogando profissionalmente, mas nunca tive tempo. Sempre fui convidado e neste ano eu tive um pouco mais de tempo, por estar em casa e decidi me aventurar no futebol 7, quase fui jogar futebol de areia também, mas decidi ficar só na grama sintética mesmo, e fui feliz. Meu ano no futebol 7 foi muito bom, porque eu fui vice-campeão brasileiro, campeão estadual, campeão serrano. Eu queria que meu ano no futebol de campo fosse como foi no futebol 7.

 

Fonte: Globo Esporte/ES

Ceará e Fortaleza começam 2017 com um objetivo bem claro: não repetir o desempenho de 2016. O Tricolor vai para a quarta semana de preparação para a nova temporada, enquanto o Alvinegro retoma as atividades hoje, às 16 horas, com portões abertos em Porangabuçu.

 

Os dois clubes aproveitaram o período de final de ano para reformulações, com mudanças nos elencos e nas comissões técnicas.

 

Com a abertura do Campeonato Cearense marcada para daqui a duas semanas, além das estreias na Copa do Nordeste (Fortaleza) e Primeira Liga (Ceará) se aproximando, os dois rivais trabalham para finalizar a montagem dos grupos para quando a bola rolar de forma oficial.

 

O Vovô tem 24 atletas já acertados até o momento, mas ainda busca opções para complementar o setor de armação e mais um lateral esquerdo. As contratações não devem fugir do perfil adotado até aqui: atletas que se destacaram na Série B do Brasileiro 2016.

 

Os retornos dos ídolos Ricardinho e Magno Alves são as principais apostas para liderar o time tecnicamente em campo.

 

Contando com 26 jogadores — oito da base — sob contrato, o Fortaleza já anunciou dez contratações. No entanto, o clube ainda procura peças para defesa, meio-campo e ataque.

 

Um lateral para cada lado, jogadores de criatividade na meia-cancha e um outro atacante de área são as prioridades do Leão. O centroavante Jael, ex-Joinville, pode ser anunciado nos próximos dias.

 

Com apenas dois titulares do ano passado seguindo no Pici (lateral direito Felipe e o meia Rodrigo Andrade), os atacantes Juninho Potiguar e Lúcio Flávio, e o volante Gastón Filgueira aparecem como destaques entre os reforços já confirmados.

 

Fonte: O Povo Online | Foto: Tatiana Fortes

O Uniclinic, que conseguiu ascender para a Série A do Campeonato Cearense dentro de campo, no último domingo (24), ao golear o América por 4 a 1, não atuará mais na elite do futebol estadual em 2016. Isso porque, o clube da Lagoa Redonda, escalou um jogador irregular, contra o Nova Russas, em jogo válido pela 13ª rodada da competição. Denunciado pelo Maracanã, equipe que também lutava para subir, o time amarelo e roxo perdeu sua vaga. 

Baseada na portaria n° 13, a Diretoria de Competições da Federação Cearense de Futebol (FCF) acabou por excluir a Águia. A denúncia foi feita em cima da escalação irregular do atleta Esiel Cardoso Moreira, que deveria ter cumprido suspensão automática, após receber cartões amarelos nos dias 01/04 na derrota para o Tiradentes por 1 a 0, em empate com o Barbalha por 2 a 2 no dia 19/04 e após vitória contra o Tiradentes por 3 a 1 no dia 25/04. 

Com a exclusão do Uniclinic, Tiradentes e Maracanã farão a grande final da Série B Cearense. A partida acontece no próximo sábado (30), às 16h, no estádio Presidente Vargas. 

Fonte: Diário do Nordeste | Foto: Kid Junior

Após o empate com o Maranguape, o treinador Nedo Xavier não escondeu a insatisfação com o futebol apresentado pelo Fortaleza na primeira rodada da segunda fase do Campeonato Cearense.

 

Para ele, o time tinha a obrigação de conquistar os três pontos no Estádio Presidente Vargas. No entanto, o Tricolor do Pici sofreu o primeiro gol e precisou correr atrás do prejuízo no segundo tempo. 

- Saio insatisfeito. Com todo respeito que temos ao Maranguape, mas nós tínhamos de vencer, tínhamos a obrigação de vencer. Agora, é trabalhar já que temos outro jogo difícil quarta também. Vamos ver o que a gente pode montar para quarta - afirmou Nedo.

Na próxima rodada, o Fortaleza encontra o Guarani de Juazeiro na quarta-feira (25), em Horizonte, no Estádio Domingão, às 22 horas. No jogo, Nedo Xavier ainda não vai contar com Lúcio Maranhão, entregue ao departamento médico. Para o técnico, a equipe errou neste sábado ao permitir que o adversário jogasse muito e não soube aproveitar as raras oportunidades de gol criadas ao longo dos 90 minutos. 

- Faltou o Fortaleza jogar mais. Deixamos o Maranguape jogar muito, jogamos pouco. Movimentamos muito pouco. Mesmo assim, quando criamos, voltamos a perder gols. É uma carga corrida, com 11 jogos em pouco tempo. O jogador também é ser humano. Hoje (sábado) tivemos bons jogadores aquém, jogando abaixo do que rendem. Isso foi fatal - finalizou Nedo.

 

 

Fonte: Globo Esporte CE                    / Foto: Tatiana Fortes / o povo

 

 Uma pesquisa de opinião ao torcedor do Ceará sobre o empate diante do Icasa, no Romeirão, certamente geraria um peso maior para o lado desagradável.

 

Foi um jogo com momentos distintos, o resultado em si e como ele foi construído, gera um fator negativo. Pelo segundo jogo consecutivo, o Ceará tem o jogo aparentemente sob controle, mas se acomoda em cima do resultado e causa palpitações nos momentos finais do jogo.

Diante do Maranguape, um placar elástico de 3 a 0, tudo calmo e controlado. Em menos de 10 minutos, empate do Gavião da Serra, o desafogo veio em seguida ao empate, com Marcos Aurélio. Diante do Icasa, a mesma situação: resultado construído e novamente o empate cedido, mas sem o diferencial da partida anterior. 

 

Taticamente o Ceará apresentou evolução, mas sofre com a sequência exaustiva de jogos e viagens. Isso vem dando uma sobrecarga no elenco. 

 

 - Acho que fizemos um primeiro tempo melhor, o Icasa foi superior no segundo tempo. Mas eu queria ter seis substituições para fazer, estamos na disputa de duas competições, sequência de jogos, então o cansaçõ fica aparente. Mas gostei da partida, mesmo com 2 a 1, tivemos uma chance de vencer com o Assisinho, mas o goleiro deles foi muito bem na defesa - analisou Silas Pereira.

 

O resultado de empate trouxe boa satisfação ao treinador Silas Pereira que acredita na evolução da equipe jogo a jogo. Mas evita analisar somente o resultado e expandir a análise do desempenho da equipe.

 

- Se tivéssemos perdendo por 2 a 0 e empatado, o resultado seria bom, mas como acabamos cedendo o empate, fica a tristeza. Eu queria fechar a defesa com três zagueiros quando estava ganhando, mas acabei fazendo as alterações na frente, pelo cansaço do Marcos Aurélio, buscando o gol e fechar a partida. Gostei do jogo, do resultado, mesmo com a circunstância. - declarou. 

O Ceará enfrenta uma sequência dura de partidas, na quarta (25), enfrenta o Quixadá no PV. No sábado (28), tem Clássico-Rei pelo Campeonato Cearense. Com um intervalo curto de descanso, o Vovô planejava vencer o Icasa e mesclar o time diante do Quixadá, para chegar inteiro diante do Fortaleza, mas o Icasa atrapalhou as metas do Ceará para sequência do estadual.

 

 - Como a sequência (de jogos) é forte, estávamos esperando o resultado aqui, uma vitória de preferência. Na quarta pouparíamos algumas peças o Clássico-rei no sábado. Mas infelizmente não poderemos fazer isso, iremos com força máxima na quarta - completou Silas.

 

 

Fonte: Globo Esporte CE     /Foto: 

Pesquise no site

Amigos online

Temos 923 visitantes e Nenhum membro online