Campeonatos Estaduais

Campeonatos Estaduais (7)

O Grêmio está classificado para a fase de mata-mata do Campeonato Gaúcho.

 

A equipe venceu o Novo Hamburgo, fora de casa, por 1 a 0 e continua na liderança da competição. Apesar da tabela mostrar o time tricolor à frente dos demais clubes, o técnico Luiz Felipe Scolari prefere pensar de outro jeito.

"O Grêmio não é líder no geral, não. Quem tem 25 pontos, como o Inter, com um jogo a menos, pode ser (o líder). Estamos com um ponto a mais, mas um jogo a mais. Hoje, não podemos nos considerar líder, não, mas podemos nos considerar 95% classificados entre os quatro primeiros", afirmou o treinador.

 

O jogo que Felipão se refere é entre Internacional e Ypiranga, duelo atrasado da 6ª rodada, que acontecerá na próxima quarta-feira.

 

O Grêmio chegou a cinco jogos seguidos com vitórias, mas não perde há oito patridas no Gaúcho. O técnico acredita que o 1 a 0 contra o Novo Hamburgo foi melhor do que o triunfo da última rodada, contra o Lajeadense, por 2 a 0.

 

"A vitória do Grêmio foi melhor do que a de domingo. Enfrentamos uma equipe muito boa, muito bem arrumada. Esse Gauchão mostra uma nova tendência. Parece que as equipes do interior escolheram a dedo seus jogadores. A equipe do Novo Hamburgo tem jogadores experientes e com boa qualidade técnica. Fizemos um primeiro e segundo tempos equilibrado", explicou.

 

 

 

 

Fonte: ESPN                /Foto: Divulgação

O técnico Luiz Felipe Scolari criticou o primeiro tempo do Grêmio na derrota por 2 a 1 para o Aimoré nesta quarta-feira, pela segunda rodada do Campeonato Gaúcho.

 

O treinador, assim como os jogadores, definiu a primeira parte como desastrosa.

"Fizemos um péssimo primeiro tempo. O Aimoré nitidamente jogou melhor. Melhoramos no segundo tempo, mas nem tanto. Foi o pior primeiro tempo que já fizemos", declarou o treinador.

 

Questionado sobre de que forma ele poderia cobrar o elenco após a primeira derrota na temporada, Felipão disse que o time precisa entrar mais ligado na partida.

 

"O que eu posso cobrar é o que aconteceu no primeiro tempo. Apanhamos para depois reagir. Não pode acontecer. No outro jogo foi a mesma coisa. Observaram o outro time jogar e depois correram. É preciso corrigir, não temo como jogar assim", concluiu.

 

O Grêmio volta a campo no próximo domingo, quando enfrentará o Avenida, às 17h, pela terceira rodada do Estadual.

 

 

Fonte: ESPN 

Depois de estrear com vitória no Campeonato Mineiro, o Atlético-MG quer somar mais um triunfo e, para isso, terá que superar o Mamoré às 17 horas (de Brasília) deste sábado, no estádio Bernardo Queiroz, em Patos de Minas.

 

O armador Dátolo espera dificuldades na partida e argumenta que os jogos no interior, com estádio acanhado e pressão da torcida, são sempre complicados.

"Acho que vai ser um jogo difícil, estádio pequeno, muita pressão, mas a responsabilidade de vencer é do Atlético-MG", disse o argentino, que sofreu com algumas lesões em 2014, mas que afirma estar se preparando intensamente para suportar o desgaste da temporada.

 

"Este vai ser um ano em que teremos muita coisa pela frente. Temos, agora, o campeonato estadual, depois a gente tem que pensar na Copa Libertadores, tem o Brasileiro, a Copa do Brasil novamente, então, a gente tem que se preparar. Particularmente, estou me preparando bem tanto fisicamente quanto mentalmente porque vai ser um ano muito difícil", comentou.

 

Dátolo ressaltou a importância da união do grupo, observando que o coletivo deve ser a prioridade. "Penso mais no time do que em mim. Temos que ser uma família, torcer um pelo outro. Isso faz com que o time se fortaleça cada vez mais", frisou.

 

 

Fonte: ESPN

Dispensado pelo Criciúma no ano passado, Paulo Baier dá a volta por cima para estender a carreira. Aos 40 anos, o meio-campista chega a acordo com o Ypiranga até abril, para assim atuar na atual edição do Campeonato Gaúcho.

 

Baier entrou em campo 22 vezes no último Campeonato Brasileiro, mas ainda assim não teve seu contrato renovado pelo Criciúma. Ele deixou a equipe em novembro, antes mesmo de o torneio terminar, e de longe viu o Tigre ser rebaixado à Série B.

 

O veterano chegou a ser procurado pelo Aparecidense no final do ano passado, mas a maratona de jogos do Campeonato Goiano não o teria agradado. Ele vinha mantendo a forma física no São Luiz, clube que disputa a segunda divisão do Gauchão.

 

Natural de Ijuí, ele será apresentado já nesta quinta, no Estádio Colosso da Lagoa, e vai confirmar assim sua volta ao estado-natal desde que deixou o Pelotas em 2002.

 

Maior artilheiro do Brasileirão, Paulo Baier acumula 106 gols na principal competição nacional. Ele tem passagens de destaque por Goiás, Atlético-PR e Criciúma.

 

O meia chega ao time de Erechim para ajudar a tirá-lo da zona de rebaixamento. O Ypiranga tem apenas um ponto após enfrentar Juventude e Passo Fundo nas duas primeiras rodadas do Gauchão. Neste sábado o compromisso é contra o Veranópolis, fora de casa, mas a estreia de Paulo Baier ainda é incerta.

 

 

Fonte: ESPN

No primeiro tempo contra o Democrata-GV, o Cruzeiro apresentou um desempenho muito fraco, mas na etapa final melhorou, conseguiu virar o jogo e somar os três primeiros pontos no Campeonato Mineiro.

 

O técnico Marcelo Oliveira reconheceu as dificuldades da equipe celeste, porém, destacou a mudança de postura nos 45 minutos finais do confronto.

"A intenção é vencer sempre. Às vezes encontramos algumas dificuldades neste início de campeonato, como jogar fora de casa, em campo ruim, contra uma equipe que conhece bem o seu estádio. O gol deles não estava no nosso plano. No intervalo nós corrigimos algumas situações e, no segundo tempo, tivemos as melhores oportunidades. É preciso ter confiança diante das adversidades, e a nossa equipe teve. Acreditamos que era possível vencer e conseguimos uma grande vitória fora de casa", declarou.

 

O jogo realizado em Governador Valadares contou com a presença de revelações da base celeste, como Eurico e Judivan, que iniciaram a partida entre os titulares. O técnico da Raposa valorizou essa oportunidade de escalar os jovens e poder ambientá-los à equipe profissional. Outro fator ressaltado por Marcelo foi o preparo físico do time, tendo em vista que os gols da virada aconteceram depois da metade da etapa complementar da partida.

"Estamos satisfeitos porque conseguimos colocar alguns jogadores jovens em campo. Eles precisam disso para irem se ambientando e se entrosando aqui no profissional. Foi uma boa vitória, e fico satisfeito com a reação do time, que estava perdendo, na casa do adversário, mas foi para cima no segundo tempo e fez um jogo melhor. Isso também indica que não teve problema de preparo físico, já que nossa equipe foi melhor na segunda etapa", concluiu.

 

 

 

Fonte: ESPN 

O Atlético-MG estreou com vitória no Campeonato Mineiro, mas segundo o técnico Levir Culpi, o triunfo não significa que o time não precisa melhorar.

 

O treinador avaliou a exibição alvinegra como satisfatória, porém, ressaltou que é necessário evoluir para ter condições de brigar pelo título da competição.

"Foi mais ou menos dentro do que esperávamos. Alguns ótimos momentos e, de repente, uma queda brusca. Para chegar às finais, precisa ser muito mais regular", disse Levir Culpi, que viu como um dos problemas da equipe o aspecto psicológico, que fez os atletas discutirem muito com os adversários durante o jogo.

 

"A responsabilidade é minha. Sou eu quem tenho que controlá-los neste sentido. Mas eu também falei com o árbitro. Então, não posso cobrar esta questão dos atletas. E mais para frente, os jogos vão ficar mais rápidos e agressivos, e precisamos ter controle. Vamos treinando isso. Reclamamos quando não precisávamos e quando precisávamos", afirmou.

 

Além de ressaltar os pontos que precisam ser corrigidos, Levir Culpi também destacou o que viu de bom no time. "Não costumo eleger um melhor jogador da partida. Na primeira reunião, enfatizei que ninguém é importante se não tiver um grupo. Claro que sou torcedor também e gostei de alguns jogadores. Mas prefiro falar do conjunto, que foi bem em alguns momentos e mal em outros", concluiu.

 

Fonte: ESPN                  /Foto: Arquivo

 

No sábado, logo após a vitória por 3 a 0 sobre o União Frederiquense, o presidente do Grêmio, Romildo Bolzan Jr., negou que houvesse uma proposta oficial do futebol chinês pelo centroavante Barcos.

Tratando apenas como uma "sondagem empresarial", o cartola disse que nada impediria que o clube analisasse uma oferta, desde que ela viesse. No domingo, porém, as palavras ganharam outra figura.

Em entrevista à Rádio Gaúcha, o diretor de futebol Rui Costa admitiu que o Changchui Yatai fez uma proposta para ter o argentino. No entanto, antes de aceitá-la, o Grêmio e o jogador deverão ter extremo cuidado para avaliar todas as questões que envolvem o negócio.

 

"Ela precisa ser analisada com todo o cuidado, pois tem atender a uma série de conveniências. Por toda a importância que o Barcos dá ao Grêmio como pelo que o Grêmio dá a ele, é uma parceria muito consolidada. A negociação precisa atender todas as partes, pois envolve uma série de coisas", resumiu Costa.

O Grêmio é dono de 85% do passe de Barcos. Confirmados os valores apresentados, o clube receberia R$ 8 milhões pela negociação. O Palmeiras, dono de outros 15%, ganharia cerca de R$ 1,4 milhão. Para a negociação ser concretizada, o jogador terá de abrir mão de R$ 2,5 milhões que o clube tricolor deve a ele, relativos a direitos de imagem. Na China, ele receberia o dobro em relação ao que ganha em Porto Alegre. A identificação com a torcida gremista, porém, pesa. Em dois anos, foram 113 jogos e 45 gols.

 

A saída ou não do argentino, mesmo que a proposta chinesa seja eventualmente negada, deve ser definida nos próximos meses. Isto porque o contrato de Barcos com o Grêmio se encerra em fevereiro de 2016. Caso o argentino saia, Marcelo Moreno deve ser procurado para renovar contrato - tem vínculo até dezembro.

 

Fonte: ESPN

Pesquise no site

Amigos online

Temos 492 visitantes e Nenhum membro online