Segunda, 07 Dezembro 2015 00:00

Jorginho chora após queda do Vasco

Escrito por

Jorginho chorou. O treinador liderou uma reação improvável, mas falhou na missão mais difícil da carreira: livrar o Vasco do rebaixamento à Série B do Campeonato Brasileiro.

 

O sentimento do treinador era evidente na entrevista ocorrida depois do 0 a 0 com o Coritiba, no Couto Pereira. As lágrimas do comandante da nau vascaína simbolizaram a tristeza de um grupo que tentou, mas não apagou o péssimo início de competição.

"O sentimento é como se a gente tivesse perdido alguém da família, é uma dor muito grande. Queria pedir desculpas ao nosso torcedor, que nos apoiou em todos os momentos. Se existe algo em que foi positivo, além da entrega dos jogadores em todos os momentos, foi acreditar do trabalho que tivemos; o torcedor abraçou esta equipe", discursou o treinador vascaíno.

 

Geralmente tranquilo e com uma voz paciente nas entrevistas, Jorginho não escondeu a tristeza. Conforme passaram-se os minutos e as perguntas, as lágrimas surgiram, e o técnico vascaíno não as escondeu.

"Chegar com possibilidades de sair, isso tem muito a ver com o torcedor, que abraçou a equipe. A vida continua, são experiências que nos fazem melhores profissionais. Nosso caráter foi lapidado em todo esse período. Todos devem realmente sair de cabeça erguida porque fizemos o nosso melhor. Continuamos nossa vida profissional e vamos procurar fazer o melhor", acrescentou.

 

"Entreguei tudo o que tinha de conhecimento do futebol. Acumulei experiência na seleção, e não faria nada diferente, os jogadores fizeram o melhor, tenho que agradecer aos jogadores", concluiu o comandante do terceiro rebaixamento vascaíno à Série B do Campeonato Brasileiro.

O empate sem gols deixou o Vasco com 41 pontos depois de 38 rodadas de Série A. O Figueirense, que venceu o Fluminense neste domingo por 1 a 0, chegou aos 43 e se salvou do rebaixamento. Além dos cariocas, Avaí, Goiás e Joinville caíram para a segunda divisão do futebol nacional.

 

 

 

 

 

Fonte: ESPN                 Foto: Google Imagens 

Apenas a vitória interessa ao Vasco na partida do próximo domingo, às 17h (de Brasília), contra o Santos, em São Januário, pela penúltima rodada do Campeonato Brasileiro.

 

São grandes as chances de os cariocas contarem com uma ajudinha do calendário. Isso porque a equipe da Baixda Santista, envolvida nos jogos contra o Palmeiras pela decisão da Copa do Brasil, pode preservar seus titulares, escalando uma formação mista ou até totalmente de reservas.

Essa possibilidade, porém, parece não animar muito aos atletas vascaínos, que preveem dificuldades contra os santistas do mesmo jeito.

 

"Não estamos preocupados com a escalação que o Santos vai mandar a campo porque sabemos que nosso adversário tem um elenco de grande qualidade e pode fazer um jogo duro com qualquer time que decidir usar. Portanto, nossa preocupação é encontrar a melhor maneira de ter uma grande atuação e vencer a partida. Só nos resta ganhar os dois jogos restantes, portanto, vamos trabalhar com muito empenho para isso", disse o meia Nenê

O lateral esquerdo Julio Cesar também valorizou o elenco santista, mas se mostrou focado na vitória. "O Santos tem um time muito forte, um elenco de qualidade e é por isso que está brigando em duas frentes, pela vaga no G-4 do Campeonato Brasileiro e pelo título da Copa do Brasil. Portanto, estamos cientes de que vamos duelar contra um rival de grande potencial e temos que fazer a nossa parte, pois somar três pontos é a única coisa que nos interessa neste momento da competição", avisou o lateral.

 

O elenco do Vasco voltou aos trabalhos nesta terça-feira e começou a se preparar para o jogo contra o Santos. O time, porém, só será definido nas últimas atividades da semana. O técnico Jorginho terá o retorno do zagueiro Rodrigo, que cumpriu suspensão na vitória de 2 a 1 sobre o Joinville. A zaga, porém, segue sem ser a considerada titular, pois Rodrigo vai ocupar o posto de Luan, suspenso por acúmulo de cartões amarelos. Dessa maneira, Rafael Vaz, titular em Santa Catarina, ganha mais uma oportunidade de ajudar ao time na luta contra a queda para a segunda divisão.

 

 

 

 

Fonte: ESPN                    Foto: 

O Corinthians deu início na terça-feira a exames geralmente realizados em janeiro, na pré-temporada. Campeão brasileiro com três rodadas de antecedência, o elenco já está se submetendo a testes cardiológicos, o que promete dar tempo na preparação para 2016.

 

O local do trabalho é o próprio CT do Parque Ecológico do Tietê. No primeiro grupo, foram observados, Matheus Vidotto, Fagner, Rodrigo Sam, Yago, Uendel, Cristian, Bruno Henrique, Marciel, Rodriguinho, Matheus Pereira, Danilo, Rildo, Romero e Lincom.

 

O restante dos jogadores será submetido ao mesmo exame na quarta. Fazem parte do segundo grupo aqueles que vêm sendo titulares com maior frequência na equipe hexacampeã nacional.

 

Ainda há dois compromissos válidos pelo Campeonato Brasileiro. Os comandados de Tite enfrentarão o Sport, no próximo domingo, em Recife, e receberão o Avaí, no dia 6 de dezembro, em Itaquera.

 

Na sequência, férias. Os jogadores vão se apresentar no início de janeiro e partirão aos Estados Unidos, onde participarão da Copa Flórida. Além dos amistosos agendados anteriormente, contra Atlético-MG e Shkhtar Donetsk, haverá um embate com o Fort Lauderdale Strikers, clube que tem Ronaldo como um dos donos.

 

 

 

 

 

Fonte: ESPN                      Foto: Divulgação

O Santos encerrou sua preparação para a final da Copa do Brasil. Nesta terça-feira, o time realizou um treinamento fechado à imprensa no CT Rei Pelé e, apesar da equipe viver seu pior momento desde que Dorival Júnior assumiu o time, o elenco garante que nada influenciará no rendimento do time à partir das 22 horas desda quarta-feira.

"A equipe sabe o que fazer na final. Jogo diferente. Temos que ver o que deixamos de fazer para na final dar certo. Além de final, é clássico. Espero que, no detalhe, possamos vencer. A tabela que parecia fácil pode deixar Santos de fora do G-4 no Brasileiro", comentou Renato, um dos atletas poupados na derrota contra o Coritiba, que jogou o alvinegro para a 6º colocação.

 

Aos 36 anos, Renato, jogador mais experiente do elenco alvinegro, tenta passar tranquilidade. O Santos não marca gol há três jogos e chega para o clássico com mais pressão do que se esperava.

 

"Acontece. Sabemos que para chegar onde chegamos trabalhamos muito, muita superação. Manter, é complicado. Gostaríamos de ter vitória contra o Flamengo em casa, já que era um jogo importantíssimo pra nós. Não conseguimos fazer o gol. Nos outros jogos, principalmente em Joinville, gramado difícil. Contra o Coritiba, voltou a chover e não encontramos o gol", explicou.

Por fim, Renato falou sobre o trabalho na véspera de um dos jogos mais importantes na temporada para o clube. Com time completo à disposição, Dorival Júnior utilizou o dia para se precaver dos perigos que o alviverde pode oferecer na Vila Belmiro.

 

"É uma preparação não tão forte, como fazemos no dia a dia. É mais posicionamento, conversa. Ver o que adversário tem de melhor, trabalhar no campo. Mas sem muita intensidade, para guardar energia para o jogo. Devemos ter algum vídeo. Depois, é cada um se concentrar da maneira que sabe para o jogo de amanhã", encerrou o volante.

 

 

 

 

 

Fonte: ESPN                   Foto: Google Imagens 

O presidente do Racing-ARG, Victor Blanco, não descarta a saída de Gustavo Bou, artilheiro da última Libertadores, e aguarda por uma oferta do Atlético-MG. A diretoria alvinegra entrou em contato com o empresário do atacante, Cristian Bragarnik, para sondar a possibilidade de contratação. O são-paulino Luis Fabiano foi outro que teve a sua situação levantada.

Com oito gols na última edição do torneio sul-americano, Bou tem contrato até 2019 com o clube argentino.

 

Procurado pela reportagem do ESPN.com.br, o mandatário do time de Avellaneda, Victor Blanco, disse que ainda não recebeu qualquer consulta do Galo, mas ressaltou que está aberto a ouvir propostas. Lisandro López, do Inter, já foi procurado para a sua vaga.

 

Ainda de acordo com ele, somente uma equipe da Premier League oficializou oferta até aqui.

 

Gustavo Bou não sairia barato aos cofres do Atlético-MG. O atleta de 25 anos tem multa rescisória de US$ 8 milhões (cerca de R$ 30 milhões), mas está em rota de atrito com a cúpula racinguista e poderia ter essa cifra reduzida. O presidente Daniel Nepomuceno deve contar com um orçamento de R$ 16 milhões para reforços em 2016.

 

Em entrevista à radio Itatiaia, na última terça-feira, o goleador argentino mostrou estar por dentro da realidade na Cidade do Galo.

 

"Seria um prazer joga com Lucas (Pratto). Não só com ele, mas também com Jesus Dátolo", afirmou, acrescentando o nome do meio-campista que atuou pelo Boca Juniors e pelo Banfield.

O Atlético-MG quer definir até o fim de semana o seu treinador para a próxima temporada.

 

Nepomuceno não está totalmente satisfeito com Levir Culpi, sobretudo, com o seu discurso na imprensa. Ele trabalha com o nome de Muricy Ramalho desde o fim de outubro como alternativa e cogita ainda Alejandro Sabella e Edgardo Bauza como possibilidades.

 

 

 

 

Fonte: ESPN                               Foto: GETTY

No início de uma das semanas mais decisivas para o Palmeiras no ano, o clube conseguiu um feito inédito desde a reinauguração do Palestra Itália, em novembro de 2014: todas as entradas para o segundo jogo da final contra o Santos foram esgotados na pré-venda destinada exclusivamente aos sócios torcedores Avanti. No início da noite desta segunda, dia em que a venda geral seria aberta, o clube comunicou a compra total das entradas.

Iniciada na manhã de domingo para os sócios torcedores, a venda correspondeu às vantagens competentes a cada plano, de acordo com o ranking de ordenamento do programa. Nesta segunda, às 10h (de Brasília), um número limitado de ingressos para a final na Vila Belmiro, quarta-feira, foi comercializado nas bilheterias do Palestra Itália. Vendidos a R$ 200,00 (R$ 100,00 meia-entrada), as entradas de visitante também foram esgotadas.

Apesar de a finalíssima contra o Santos representar a primeira vez que o Palestra Itália será ocupado totalmente por sócios torcedores, desconsiderando os ingressos ainda disponíveis do setor de visitantes e nos camarotes, a venda de ingressos já foi esgotada uma vez pela internet. Em agosto, contra o Atlético-PR - em jogo que ficou marcado pela lesão de Gabriel -, as entradas também foram esgotadas online.

 

Naquela oportunidade, no entanto, cerca de 67% dos presentes no estádio eram signatários do programa de sócio torcedor. Neste ano, a média de sócios torcedores nos jogos do Palmeiras é de 65%, e na Copa do Brasil a marca cresce ainda mais. Na semifinal contra o Fluminense, por exemplo, em que o Verdão classificou nos pênaltis, cerca de 70% dos pagantes eram sócios torcedores.

 

 

 

 

Fonte: ESPN                 Foto: GAZETA PRESS

Criticado quando foi acionado para substituir Paolo Guerrero no comando de ataque do Corinthians, Ángel Romero não conseguiu se firmar e perdeu espaço. Mesmo assim, com os gols marcados na vitória por 6 a 1 sobre o São Paulo, igualou-se na artilharia ao peruano.

Incluído o lance no qual contou com a colaboração do tricolor Hudson, o paraguaio tem agora três gols no Campeonato Brasileiro. É o mesmo número exibido pelo peruano, que esteve em campo 17 vezes, sete a mais do que o camisa 11 do time hexacampeão.

 

As coisas têm saído tão bem para o Corinthians que o contestado Romero foi o destaque no jogo das faixas - além dos dois gols, sofreu um pênalti e participou do belo tento de Lucca. Por outro lado, o jejum do centroavante com a camisa do Flamengo completou três meses na última segunda-feira.

 

"O Guerrero realmente está passando por um momento difícil. Tem ficado muito nervoso, levado muitos cartões. Estamos trabalhando ao máximo para que ele possa se adaptar ao clube. Queremos uma melhora e estamos insistindo", afirmou o técnico Oswaldo de Oliveira.

 

Tite está mais satisfeito com Romero. E ainda mais com Vagner Love, que acabou ficando com o velho posto de Guerrero. Vice-artilheiro, o carioca marcou 13 vezes no Campeonato Brasileiro e foi decisivo para o Corinthians assegurar o título com três rodadas de antecedência.

 

 

 

 

 

Fonte: ESPN                  Foto: GAZETA PRESS

Revelação e um dos destaques do Cruzeiro nos títulos brasileiros de 2013 e 2014, o lateral-direito Mayke não manteve neste ano o mesmo nível de atuação das temporadas anteriores e acabou perdendo a posição para o experiente Ceará, chegando a se tornar a terceira opção para o setor, atrás de Fabiano.

Apesar do ano irregular e de algumas críticas, o camisa 22 segue com mercado e, recentemente, Mayke teve seu nome associado, pelo jornal português O Jogo, ao Sporting Lisboa, que estaria disposto a pagar 5 milhões de euros (aproximadamente R$ 19,5 milhões) no jogador. Recorrentemente especulado no futebol europeu, o jovem lateral garante não ter recebido propostas e espera por um ano melhor em 2016.

 

"Ano passado também surgiu (especulação), no começo deste ano... Então, estou tranquilo, me sinto bem no Cruzeiro. Se surgir, nós vamos ver a proposta. Se for bom para mim e para o Cruzeiro, aí a gente conversa. Por enquanto, não veio nada. Estou aguardando para acabar o ano bem e começar a nova temporada", colocou o lateral, que afirmou, ao Globoesporte.com, que ainda não vê seu ciclo encerrado no Cruzeiro.

 

"Por mim, eu acho que não. Eu gosto de ficar no Cruzeiro, me sinto bem aqui. Por mim, fico no Cruzeiro, para ganhar títulos e fazer uma boa história', completou.

 

 

 

 

 

Fonte: ESPN                           Foto: Google Imagens 

Duas vitórias em sequência, a última diante do Santos, e o Coritiba passou a depender apenas de suas forças para garantir a permanência na Série A do Campeonato Brasileiro em 2016. O momento é bom, mas o técnico Pachequinho lembra que nada está definido e um tropeço pode trazer novamente o drama de volta ao Alto da Glória.

 

"A caminhada ainda continua, ainda temos dois compromissos", disse o treinador coxa-branca, que cobra do time a manutenção do ritmo. "Não pode cair. Conquistamos duas vitórias, Goiás e Santos, temos um compromisso muito difícil contra o Palmeiras e não podemos cair em todos os aspectos, tático, técnico, emocional. Vamos conversar com os atletas para manter esse nível ou melhorar", emendou.

 

O comandante alviverde exalta ainda mais a reação por conta da força dos adversários, verdadeiras pedreiras nesta reta final. "Só tivemos adversários difíceis nessa reta final. Tivemos o Corinthians, tivemos um jogo difícil em Goiânia, mais dificuldade, outra superação, e contra o Santos teve a entrega dos atletas. E será da mesma forma em São Paulo. E o espírito é esse. Se não conseguirmos na técnica, a vontade tem que superar sempre", avaliou.

 

Faltaram apenas dois jogos para o Coritiba saber seu destino, diante de Palmeiras e Vasco da Gama, adversário direto. Por isso, Pachequinho vai preparar o time durante a semana para uma verdadeira decisão de campeonato. "São mais duas finais. Temos que jogar, ter coragem. E temos a chance de fazer um bom jogo", concluiu.

 

 

 

 

 

Fonte: ESPN                      Foto: Google Imagens 

Pesquise no site

Amigos online

Temos 176005 visitantes e Nenhum membro online